A edição de Maio da revista NYLON destacou 25 artistas da Geração Z (definição sociológica para definir a geração de pessoas nascidas no fim da década de 1990 até 2010) que estão mudando o mundo. Sabrina Carpenter está na categoria da indústria da música ao lado de Zara Larsson, Jorja Smith, Billie Eilish e Cupcakke. Confira abaixo a entrevista traduzida:

Muito mais que uma veterana da Disney, Sabrina Carpenter provou ser uma ameaça múltipla, com uma carreira musical fidedigna e uma fã base que compete com aqueles com três vezes a sua idade. Com dois álbuns sob o cinto e outro a caminho, Carpenter não é estranha ao ritmo acelerado. Esta em seu sangue. Alguns argumentariam que ela já chegou lá, mas ela acha que sempre tem algo para melhorar, algo novo para tentar e algo para mantê-la na ponta dos pés. Ela não vai ter chegado lá até que ela diga que chegou, e nós sentimos que ela vai redefinir o sentido de sucesso, não só pra ela mesma, mas para os que seguem também. Quão doce isso será.

Diga tudo que quer que saibam sobre você em uma frase.

Se eu quero sobremesa, eu vou ter sobremesa.

O que o último ano da sua vida te ensinou?

A me arriscar mais. Mesmo que eles não funcionem, o risco ainda vale a sabedoria que você ganha.

Onde você quer estar em 5 anos?

Eu gostaria de estar sentada ao lado de Rihanna assistindo That ‘70s Show.

O que você espera que outras gerações aprendam com você?

Eu acho que a minha geração está procurando quebrar barreiras e fazer as coisas, não porque elas são aceitáveis, mas porque nós acreditamos nelas. Minha geração também tem uma habilidade incrível de amar e aceitar os outros. Espero que outras gerações se inspirem nisso.

Qual é uma qualidade em você que você se orgulha genuinamente, e como isso te ajudou profissionalmente?

Minha ética no trabalho. Me ajudou a equilibrar minha música com a atuação e continuar querendo me desafiar e trabalhar mais duro. Uma vez eu ouvi o Bruno Mars falar que ele estava apenas começando, e isso ele já tinha alguns Grammys na conta. Desde então eu percebi que se Bruno Mars está só começando, então eu vou sempre estar só começando.

 

Fonte: NYLON